Barulho do mar

by - 00:26


Na avenida beira mar, o único poste onde a luz de natal está apagada está em frente ao nosso hotel, é a primeira coisa que se nota ao olhar pela janela. Também vejo a piscina - pequena demais para a quantidade de quartos - com a água agitada e luz da rua refletida nela. Umas plantas secas em jarros grandes tentam enfeitar o deque, mas ao olhar para elas só consigo lembrar do calor insuportável do verão. O mar está cheio e agitado, mal consigo ouvir o barulho das ondas porque o barulho dos carros passando é maior e alguém resolveu colocar Caetano Veloso para cantar em algum lugar aqui perto, apesar de ser domingo à noite e já ter dado da hora de muita gente dormir.

Depois de ter passado o dia de ontem numa festa e de ter passeado e dormido boa parte do dia de hoje, finalmente consegui sentar para escrever meu trabalho que está atrasado e cujo prazo está esgotadíssimo há meses. Porém, as palavras parecem não se juntar mais na minha cabeça. As sinapses simplesmente não estão ocorrendo a esta altura do ano, quase Natal e clima de férias. E eu só estou conseguindo escrever isto para poder entender o motivo pelo qual não tenho tido mais vontade de fazer este trabalho há meses. As coisas vêm se arrastando, tanta coisa bizarra aconteceu este ano, que as minhas forças tiveram que ser canalizadas para resolver problemas criados pelos outros para eu resolver. 

NUNCA agradeça alguém que fudeu com o seu psicológico, porque você absorveu aprendizado no final disso. o aprendizado é mérito único e exclusivamente seu, pessoas idiotas a gente tem que lembrar que foi imbecil, pra não cometer o mesmo erro. (Via twitter)
Alguém twittou isto ainda agora e é uma das coisas que eu devo me lembrar para o ano que vem. Eu fui obrigada a lidar com situações que não foram criadas por mim e isso repercutiu na minha saúde física e mental. Estou mais tranquila agora porque a promessa é que o semestre que vem seja de paz. Não quero mais remoer esta história, quero somente viver o presente e, agora, preciso realmente focar no meu trabalho que foi prejudicado por causa dessa situação.

Agora apareceram umas pessoas falando alto no deque da piscina. É a minha deixa para fechar as janelas e as cortinas, desistir de ouvir o barulho do mar e tentar fazer alguma coisa deste trabalho nestes minutos que ainda restam antes de dormir.

You May Also Like

1 comments

  1. acho que esse é o tweet do ano. daqueles pra colar na tela do computador e ler sempre mesmo. pra não correr o risco de esquecer...

    ResponderExcluir

Leave a comment